sábado, 27 de agosto de 2016

Diego São Paio apresenta propostas para o desenvolvimento econômico

Foto: Carú Pastor
Candidato a prefeito esteve nos bairros Santa Catarina e Boaçu nesta sexta-feira e apresentou propostas para incentivar o comércio das regiões.

O desenvolvimento econômico foi o principal assunto das caminhadas feitas pelo candidato a prefeito Diego São Paio nesta sexta-feira (26/08). Pela manhã, o candidato da Rede Sustentabilidade esteve no Santa Catarina e à tarde, no Boaçu, onde conversou com comerciantes sobre medidas para alavancar o setor nos bairros.

No Boaçu, Diego conheceu Carolina Medeiros, que falou sobre as dificuldades de ser ambulante e de conseguir atendimento médico, o que a obriga a pagar um psicólogo particular para a sobrinha.

“Eu sou ambulante porque preciso. Esse é um serviço como outro qualquer, mas a Prefeitura parece não entender isso. A Guarda Municipal vive nos tirando das ruas. Se não podemos ficar em um determinado local, que sejamos realocados. A Prefeitura precisa nos respeitar. Minha sobrinha perdeu a mãe e entrou em depressão. Estou tendo que arcar com o seu tratamento, que inclui remédios, porque não consigo nada na rede pública”, desabafou Dona Carolina, em meio a lágrimas.

Durante as caminhadas, Diego explicou a importância de incentivos fiscais a empresas para desenvolver a economia da cidade, gerando emprego e renda. O candidato destacou a importância de uma gestão eficiente para otimizar o dinheiro público e acabar com o desperdício.

“Muitos comerciantes reclamaram que os clientes são multados ao estacionarem na porta das lojas. Isso é muito ruim para as vendas. Temos uma verdadeira indústria de multas na cidade. A população entende a necessidade de uma boa administração, que execute políticas públicas que contribuam para a economia dos bairros, gerando empregos e renda. Vamos modernizar o sistema de concessão de alvarás e dar mais transparência às políticas de incentivo fiscal. Também assumimos o compromisso de regularizar os ambulantes, para garantir dignidade a estas famílias”, afirmou.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Marlos Costa pede direito de resposta contra Neilton Mulim

Marlos Costa entrou com pedido no TRE | Foto: Divulgação
Candidato do PSB à prefeitura de São Gonçalo, Marlos Costa entrou com pedido de direito de resposta no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra o prefeito Neilton Mulim, candidato do PR à reeleição sobre o que ele disse hoje durante seu programa de TV, exibido hoje à tarde na Rede Record. Em seu primeiro programa de TV, Neilton Mulim atacou a bancada opositora da Câmara, colocando a culpa nos vereadores por não ter aprovado seu projeto de campanha de 2012.

"Eles reprovaram a redução da passagem. Quando interesses políticos são colocados na frente, você é colocado para trás", diz o programa do prefeito, que ainda mostra a gravação da TV Câmara com os vereadores de oposição votando, entre eles, dois candidatos a prefeito: Marlos Costa e Diego São Paio (Rede).

Segundo Marlos, ele buscou a justiça para restabelecer a verdade contra o que foi dito pelo programa de TV do prefeito.

"Entramos com o pedido de resposta porque o candidato Neilton Mulim colocou em seu programa político mentiras, assim como foi todo o seu governo. Não existiu na Câmara qualquer projeto que diminuísse as passagens de ônibus na cidade, ele quer enganar mais uma vez a população. Buscamos a justiça para que tenhamos o direito de resposta e a verdade seja restabelecida", diz Marlos.

Já o vereador Alexandre Gomes, que também foi mencionado no programa de TV do prefeito, criticou o que disse o candidato em sua propaganda de TV e classificou com uma 'desculpa esfarrapada' sobre a reprovação da mensagem das vans.

"Esse prefeito jamais me decepciona. É mentiroso até o osso. Colocou na sua propaganda de TV uma desculpa esfarrapada para explicar o inexplicável para a população, que fomos nós, 4 vereadores da oposição, que impedimos esse governo de implantar a passagem a R$ 1,50. Ora, somos 27 vereadores, e a maioria esmagadora que apoia o prefeito barrou a mensagem absurda que ele enviou para a Câmara para legalizar as vans com tarifa a R$ 1,50. É como se um médico irresponsável fizesse de propósito uma receita de enxaqueca para tratar pedra nos rins. É claro que nós barramos. Esse prefeito é um demagogo e a população tem que saber disso", disse Alexandre.

O pedido de Marlos Costa será julgado pelo Tribunal, que pode aceitar ou não. Caso aceite, será reservado o mesmo espaço de tempo para a resposta de Marlos.

Neilton Mulim culpa a oposição da Câmara por passagem a R$1,50 em programa de TV

Primeiro dia de programa eleitoral de TV, o prefeito Neilton Mulim, candidato à reeleição, começou falando da sua principal promessa de campanha de 2012: a passagem a R$1,50 e legalização do transporte alternativo, que não foi aprovada na câmara em duas votações. Caso onde o prefeito é questionado pelos eleitores até hoje. 

Em seu primeiro programa de campanha, transmitido hoje na TV, o prefeito atacou a bancada opositora da Câmara, colocando a culpa nos vereadores por não ter aprovado seu projeto. Porém, fato é que o prefeito esqueceu que grande parte da sua base (os vereadores pró-governo) votaram contrários, inclusive o líder de governo à época.

"Eles reprovaram a redução da passagem. Quando interesses políticos são colocados na frente, você é colocado para trás", diz o programa do prefeito, que ainda mostra a gravação da TV Câmara com os vereadores de oposição votando, entre eles, dois candidatos a prefeito.

Já Neilton, diz que os 'políticos tradicionais' fazem de tudo para atingir o adversários, mesmo quando há benefícios para a população. 

Nosso blog cobriu a votação da passagem e liberação do transporte alternativo - AQUI - e também publicou uma matéria exclusiva mostrando o projeto de liberação na íntegra, um projeto resumido em alguns artigos e que faltam informações essenciais para entender como funcionaria - AQUI.

Brizola Neto cumpriu agenda no Gradim, Paraíso e Porto da Madama nesta sexta

Exibindo Caminhada Gradim.jpg
Brizola e Marilena e Aparecida Panisset acompanhados de candidatos
a vereador | Foto: Divulgação
Na manhã desta sexta-feira (26), o candidato Brizola Neto caminhou pelas ruas do bairro Gradim na companhia da candidata a vice-prefeita, Marilena Panisset e da ex-prefeita Aparecida Panisset, para apresentar suas propostas de governo à população. Na parte da tarde, o trio caminhou pelos bairros Paraíso e Porto da Madama na companhia de muitos correligionários.

Brizola também comentou sobre o primeiro programa eleitoral que foi ao ar na tarde desta sexta-feira.

"O nosso primeiro programa deixou muito claro a nossa vontade de resgatar o legado Brizolista em São Gonçalo, recuperar os CIEPs e ofertar educação de qualidade em tempo integral, cultura e lazer para nossas crianças", disse o candidato.

Agenda - Neste sábado, dia 27, o candidato a prefeito Brizola Neto faz caminhada no bairro Trindade, às 10:00h, com concentração Praça da Trindade. Às 19:00h participa da entrevista na Rádio Difusora Aliança - FM 98,7.

Vereadores tiveram crescimento patrimonial expressivo em quatro anos

Com base nos bens declarados pelos candidatos nas eleições de 2012 e 2016, divulgados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o blog A política RJ fez um levantamento sobre a evolução patrimonial dos vereadores candidatos à reeleição em São Gonçalo.

Em quatro anos, quatro candidatos tiveram um crescimento patrimonial bem expressivo: Alexandre Gomes (2.204%) e Jorge Mariola (718%), Russo da Marmoraria (504%) e Capitão Nelson (314%). Além deles, quase todos os vereadores tiveram aumentos bem expressivos em seus bens neste quadriênio.

Outros vereadores que tiveram aumento expressivo foram: Armando Marins (244%), Dr. Frederico (234%), Lecinho (180%) e Prof. Paulo (209%)

Por outro lado, o suplente de vereador e candidato Dilvan Aguiar perdeu 20% dos seus bens. Em 2012, declarou R$250 mil, este ano, R$200 mil.

Quem não declarou nada em 2012 nem em 2016 foi o suplente Sergio Gevú. Os vereadores Dudu do Catarina, Iza Deolinda, Maciel, Marcelo Drumond, José Carlos Vicente e Diney também não declararam nada em 2012. Já em 2016, apenas Maciel, Diney, José Carlos Vicente e Giovani declararam.

O vereador Giovani Raios de Sol não declarou nada em 2012, já em 2016 declarou seus bens em R$73.798. Surpreende a quota do parlamentar em uma empresa, onde ele declarou R$1 real. O Vereador Alex da Agência continuou com os mesmos bens, declarou R$10 mil reais em 2012 e o mesmo valor em 2016.

Quem aumentou os bens também, porém não tão expressivos quanto os demais colegas, foram os vereadores Cici Maldonado (48%) e Thiago da Marmoraria (29%). Dos vinte e sete parlamentares, três estão na casa da milhão: Alexandre Gomes, Dr. Frederico e Thiago.

O Calculo da porcentagem são valores aproximados. Você pode conferir a declaração de bens de 2012 AQUI. De 2016 pode conferir AQUI.

Siga-nos e acompanhe as publicações do blog A política RJ!